jusbrasil.com.br
25 de Maio de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação Cível: AC 20130904832 Blumenau 2013.090483-2

Detalhes da Jurisprudência
Processo
AC 20130904832 Blumenau 2013.090483-2
Órgão Julgador
Quarta Câmara de Direito Público
Julgamento
27 de Fevereiro de 2014
Relator
Júlio César Knoll
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-SC_AC_20130904832_5ea90.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CÍVEL. ACIDENTE DE TRABALHO. ARTROFIA DE PARTES MOLES COM PERDA DA FLEXÃO DO DEDO INDICADOR DA MÃO ESQUERDA. NEXO CAUSAL PRESENTE. PERÍCIA. AUSÊNCIA DE REDUÇÃO DA CAPACIDADE LABORAL. LESÃO PERMANENTE. NECESSIDADE DE MAIOR ESFORÇO FÍSICO PARA DESEMPENHO DAS ATIVIDADES HABITUAIS EVIDENTE. JULGADOR QUE NÃO ESTÁ ADSTRITO AO LAUDO PERICIAL (ART. 436 DO CPC). AUXÍLIO-ACIDENTE DEVIDO.

É equivocada a conclusão pericial que nega a existência de redução da capacidade laboral de obreiro que, em acidente típico, sofreu a amputação parcial de dedo da mão, pois que esta "funciona como um conjunto harmônico, em que cada um dos dedos tem função própria e ajuda os outros na tarefa de apreensão dos objetos, movimentação e posicionamento das estruturas a serem trabalhadas e manuseadas. A alteração funcional de um deles acarreta o dispêndio de energia" (RT 700/117). ( Apelação Cível n. 2011.088066-0, de Xanxerê, rel. Des. Gaspar Rubick, j. em 6-6-2012). SENTENÇA REFORMADA. APELO PROVIDO.
Disponível em: https://tj-sc.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/945490797/apelacao-civel-ac-20130904832-blumenau-2013090483-2

Informações relacionadas

Âmbito Jurídico
Notíciashá 5 anos

Trabalhador que perdeu polegar ao manusear maquita deve ser indenizado e receber pensão mensal vitalícia

Tribunal de Justiça do Paraná
Jurisprudênciahá 2 meses

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação: APL 0000937-50.2020.8.16.0143 Reserva 0000937-50.2020.8.16.0143 (Acórdão)

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região TRT-20: 0000684-84.2015.5.20.0011