jusbrasil.com.br
17 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação Criminal : APR 0058734-12.2012.8.24.0023 Capital 0058734-12.2012.8.24.0023

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
Segunda Câmara Criminal
Julgamento
21 de Novembro de 2017
Relator
Getúlio Corrêa
Documentos anexos
Inteiro TeorTJ-SC_APR_00587341220128240023_d8b1c.pdf
Inteiro TeorTJ-SC_APR_00587341220128240023_fb87b.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÃO CRIMINAL - CRIME CONTRA O PATRIMÔNIO - FURTO TENTADO (CP, ART. 155, CAPUT, C/C ART. 14, II)- SENTENÇA CONDENATÓRIA COM APLICAÇÃO DA FORMA PRIVILEGIADA. INSURGÊNCIA DA DEFESA. TESE DE ATIPICIDADE DA CONDUTA, PELO PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA - INVIABILIDADE - PRESSUPOSTOS NÃO PREENCHIDOS - VALOR DA RES FURTIVA SUPERIOR A 10% DO SALÁRIO MÍNIMO - RECUPERAÇÃO QUE NÃO AFASTA A LESIVIDADE DA AÇÃO - CONDENAÇÃO MANTIDA. "[. .

.] a jurisprudência desta Corte Superior de Justiça firmou-se no sentido de ser incabível a aplicação do princípio da insignificância quando o montante do valor da res furtiva superar o percentual de 10% do salário mínimo vigente à época dos fatos" (STJ, Min. Reynaldo Soares da Fonseca). FURTO PRIVILEGIADO - PLEITO DE FIXAÇÃO EXCLUSIVA DA PENA DE MULTA OU DA FRAÇÃO MÁXIMA DE REDUÇÃO DE PENA - IMPOSSIBILIDADE - ALTO GRAU DE REPROVABILIDADE DA CONDUTA QUE AUTORIZA A MINORAÇÃO FIXADA NA SENTENÇA E IMPEDE A APLICAÇÃO ISOLADA DA PENA DE MULTA. O valor do bem furtado, que ultrapassa 50% do salário mínimo vigente à época dos fatos, aliado ao fato de o réu ser conhecido pela prática de furtos na localidade, são fatores que indicam a ineficácia e não recomendação das medidas mais benéficas do furto privilegiado. RECURSO CONHECIDO E DESPROVIDO.
Disponível em: https://tj-sc.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/944244443/apelacao-criminal-apr-587341220128240023-capital-0058734-1220128240023

Informações relacionadas

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação Criminal : APR 0001137-39.2015.8.24.0166 Forquilhinha 0001137-39.2015.8.24.0166

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 11 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS : HC 0009290-38.2009.3.00.0000 MG 2009/0009290-5

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 5 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL : AgRg no REsp 2022579-13.2011.8.13.0024 MG 2016/0231586-3