jusbrasil.com.br
17 de Janeiro de 2022
2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0000408-94.2014.8.24.0021 Maravilha 0000408-94.2014.8.24.0021

Detalhes da Jurisprudência
Órgão Julgador
Terceira Câmara Criminal
Julgamento
31 de Maio de 2016
Relator
Moacyr de Moraes Lima Filho
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

APELAÇÕES CRIMINAIS. PERDIMENTO DE BENS. MATÉRIA NÃO EXAMINADA PELO JUÍZO A QUO. PENDÊNCIA DE INCIDENTES DE RESTITUIÇÃO. SUPRESSÃO DE INSTÂNCIA. INCONFORMISMO DA DEFESA MANIFESTADO EM SEDE DE CONTRARRAZÕES. INTEMPESTIVIDADE. NÃO CONHECIMENTO.

1 Para que não se opere indesejável supressão de instância, não pode ser conhecido do pedido que objetiva a restituição dos bens apreendidos, haja vista que não analisado pelo Juízo de origem.
2 "Inviável o acolhimento do pedido como se apelo fosse, por meio da aplicação da fungibilidade, quando a sua apresentação dá-se após o quinquídio de interposição do recurso, pois caso contrário estar-se-ia violando a igualdade processual havida entre as partes"
Disponível em: https://tj-sc.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/943784451/apelacao-apl-4089420148240021-maravilha-0000408-9420148240021