jusbrasil.com.br
24 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação Cível : AC 226007 SC 2007.022600-7

    DIREITO CIVIL - OBRIGAÇÕES - RESPONSABILIDADE CIVIL CONTRATUAL - FURTO EM HOTEL - DANOS MATERIAIS E MORAIS - PROCEDÊNCIA EM 1º GRAU - IRRESIGNAÇÃO DA RÉ - AUSÊNCIA DE RESPONSABILIDADE CIVIL - CULPA EXCLUSIVA DA VÍTIMA E FORÇA MAIOR - AFASTAMENTO - DEPOSITO NECESSÁRIO - APLICAÇÃO DO ART. 649, PARÁGRAFO ÚNICO - RESPONSABILIDADE DA RÉ PELO FURTO OCORRIDO EM SUAS DEPENDÊNCIAS PATENTEADA - INCOMPROVAÇÃO DOS DANOS MATERIAIS - AFASTAMENTO - BENS PESSOAIS CONDIZENTES COM A PROFISSÃO E A CLASSE SOCIAL DA VÍTIMA - MINORAÇÃO DOS DANOS MORAIS - ACOLHIMENTO - MINORAÇÃO DOS HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - QUANTUM ADEQUADO - RECURSO PROVIDO EM PARTE - SENTENÇA PARCIALMENTE REFORMADA.

    Processo
    AC 226007 SC 2007.022600-7
    Orgão Julgador
    Quarta Câmara de Direito Civil
    Partes
    Apelante: Blue Tree Basic Curitiba ST Michel, Apelado: Luiz Antonio Felipe
    Publicação
    Apelação Cível n. , de São José
    Julgamento
    21 de Setembro de 2009
    Relator
    Monteiro Rocha

    Ementa

    DIREITO CIVIL - OBRIGAÇÕES - RESPONSABILIDADE CIVIL CONTRATUAL - FURTO EM HOTEL - DANOS MATERIAIS E MORAIS - PROCEDÊNCIA EM 1º GRAU - IRRESIGNAÇÃO DA RÉ - AUSÊNCIA DE RESPONSABILIDADE CIVIL - CULPA EXCLUSIVA DA VÍTIMA E FORÇA MAIOR - AFASTAMENTO - DEPOSITO NECESSÁRIO - APLICAÇÃO DO ART. 649, PARÁGRAFO ÚNICO - RESPONSABILIDADE DA RÉ PELO FURTO OCORRIDO EM SUAS DEPENDÊNCIAS PATENTEADA - INCOMPROVAÇÃO DOS DANOS MATERIAIS - AFASTAMENTO - BENS PESSOAIS CONDIZENTES COM A PROFISSÃO E A CLASSE SOCIAL DA VÍTIMA - MINORAÇÃO DOS DANOS MORAIS - ACOLHIMENTO - MINORAÇÃO DOS HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - QUANTUM ADEQUADO - RECURSO PROVIDO EM PARTE - SENTENÇA PARCIALMENTE REFORMADA.

    Os hospedeiros respondem por furto ocorrido nas suas dependências, seja por seus empregados ou por pessoas admitidas no estabelecimento. Face à dificuldade da prova de furto em estabelecimento de hospedagem, a palavra da vítima, associada aos elementos probatórios - correspondência dos bens com a profissão, com o objetivo da viagem e com a classe social da vítima - são suficientes para a comprovação do prejuízo material. Minora-se o valor dos danos morais arbitrados para adequar-se aos parâmetros objetivos e subjetivos de quantificação. Devem ser mantidos os honorários advocatícios que são fixados com base base no zelo profissional, no tempo exigido para o serviço, na natureza da causa e no trabalho realizado pelo causídico.

    Veja essa decisão na íntegra
    É gratuito. Basta se cadastrar.