jusbrasil.com.br
19 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Órgão Julgador

Câmara de Férias Civil

Partes

Publicação

Julgamento

Relator

Torres Marques
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Inteiro Teor

Dados do acórdão
Classe: Habeas Corpus
Processo:
Relator: Torres Marques
Data: 2002-07-30

Habeas Corpus n. 02.013354-5,de Ponte Serrada.

Relator: Des. Torres Marques.

HABEAS CORPUS - PEDIDO OBJETIVANDO A REVOGAÇÃO DA PRISÃO DECRETADA - INFORMAÇÕES DA AUTORIDADE COATORA DANDO CONTA DA HOMOLOGAÇÃO DE ACORDO EFETUADO ENTRE AS PARTES E CONSEQÜENTE REVOGAÇÃO DO DECRETO PRISIONAL - PEDIDO PREJUDICADO.

Vistos, relatados e discutidos estes autos de habeas corpus n. 02.013354-5, da comarca de Ponte Serrada, em que é impetrante Manoel Darci da Silva, e paciente Elizabeth de David:

ACORDAM, em Câmara de Férias Civil, por votação unânime, julgar prejudicado o pedido por falta de objeto.

Custas na forma da lei.

I - RELATÓRIO: Trata-se de habeas corpus impetrado em favor de Elizabeth de David, em face da decretação de sua prisão civil nos autos da execução de sentença n. 051.98.000055-7.

Indeferida a liminar e solicitadas as informações, relatou a autoridade coatora uma composição amigável entre as partes, já homologada, com a conseqüente revogação do decreto prisional que deu ensejo ao presente recurso.

A douta Procuradoria-Geral de Justiça, em parecer da lavra do Dr. Sérgio Antônio Rizelo, opinou pela extinção do feito por falta de objeto.

II - VOTO: Em face das informações prestadas pelo digno Juiz de Direito da Comarca de Ponte Serrada, relatando que em 15.07.2002 homologou acordo entabulado pelas partes, o que deu ensejo a revogação do decreto prisional, o julgamento do presente habeas restou prejudicado por perda de objeto. III - DECISÃO: Diante do exposto, julga-se prejudicado o pedido.

Participou do julgamento, com voto vencedor, o Exmo. Des. José Carlos Carstens Köhler, tendo lavrado parecer, pela douta Procuradoria-Geral de Justiça, o Exmo. Dr. Sérgio Antônio Rizelo.

Florianópolis, 30 de julho de 2002.

Silveira Lenzi

PRESIDENTE COM VOTO

Torres Marques

RELATOR


Habeas Corpus n. 02.013354-5



Disponível em: https://tj-sc.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/5071177/habeas-corpus-hc-133545-sc-2002013354-5/inteiro-teor-11554363

Informações relacionadas

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciahá 12 anos

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC XXXXX MG 2009/XXXXX-5

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - EMB.DECL. NO HABEAS CORPUS: HC XXXXX MG XXXXX-60.2018.1.00.0000

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 6 anos

Supremo Tribunal Federal STF - REPERCUSSÃO GERAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO: ARE XXXXX SP

Superior Tribunal de Justiça
Jurisprudênciaano passado

Superior Tribunal de Justiça STJ - HABEAS CORPUS: HC XXXXX SC 2020/XXXXX-1

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciahá 2 anos

Supremo Tribunal Federal STF - AÇÃO DECLARATÓRIA DE CONSTITUCIONALIDADE: ADC 43 DF XXXXX-80.2016.1.00.0000