jusbrasil.com.br
4 de Julho de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Agravo de Instrumento: AI 20130218092 Biguaçu 2013.021809-2

Detalhes da Jurisprudência

Processo

AI 20130218092 Biguaçu 2013.021809-2

Órgão Julgador

Quarta Câmara de Direito Comercial

Julgamento

8 de Outubro de 2013

Relator

Altamiro de Oliveira

Documentos anexos

Inteiro TeorTJ-SC_AI_20130218092_5131d.rtf
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE REVISÃO DE CONTRATO. FASE DE LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA. REBELDIA DA FINANCEIRA EXECUTADA. INTERLOCUTÓRIA QUE IMPUTA À PARTE RÉ A OBRIGAÇÃO PELO PAGAMENTO DOS HONORÁRIOS DO EXPERT. PERÍCIA DETERMINADA EM FASE POSTERIOR A DE CONHECIMENTO E DE OFÍCIO. CUSTO QUE DEVE SER ARCADO PELA PARTE SUCUMBENTE. HIGIDEZ DO DECISUM A QUO. OBEDIÊNCIA AO PRINCÍPIO NON REFORMATIO IN PEJUS. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. "[. .

.] superada a fase de conhecimento, forma-se coisa julgada acerca da relação obrigacional insculpida no título executivo, de sorte que, nas fases seguintes, o devedor do título já se apresenta com a qualidade jurídica de vencido. É por esse motivo que os honorários advocatícios da fase de cumprimento de sentença já são arbitrados no despacho inicial, em desfavor executado, devedor do título. Nessa linha de raciocínio, também o encargo referente à antecipação dos honorários periciais da fase liquidação deve ser atribuído devedor do título" (Resp. 1216461/RS, rel. Min. Paulo de Tarso Sanseverino, j. 28-6-2011).
Disponível em: https://tj-sc.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/1102308626/agravo-de-instrumento-ai-20130218092-biguacu-2013021809-2